Inscreva-se

Recorrência

Datas nas quais existem programação para o curso.

Especialização em Anestesia no Paciente de Alto Risco

A melhoria no cuidado às doenças crônicas, estruturação da atenção primária e a implantação do Sistema Único de Atenção à Saúde contribuíram para um aumento considerável na longevidade e na exposição da população idosa à procedimentos cirúrgicos e intervencionistas de alta complexidade, constituindo-se dos maiores desafios para o médico anestesista. Os resultados de morbimortalidade no sistema de saúde mostram oportunidade de aprimoramento nos processos de cuidado, treinamento em situações específicas e inovação da infraestrutura, quando analisados em modelos estruturados gestão de risco em pacientes cirúrgicos.

O cuidado e a gestão do paciente de alto risco são fatores positivos na redução de morbimortalidade, causadas por complicações cirúrgicas.  Fato também observado em outros países europeus, dentre outros. Embora esses pacientes correspondam a uma parcela pequena da população cirúrgica total, representam grande impacto tanto na mortalidade, quanto no custo financeiro e social dos gastos em saúde. Sendo assim a busca por ferramentas para melhoria da qualidade e segurança do paciente e consequentemente o desfecho é constante.

O anestesista desempenha papel fundamental na identificação, monitorização e otimização terapêutica para redução das complicações e melhoria dos resultados. Sendo assim, o Hospital Sírio-Libanês, preocupado em oferecer à sociedade uma assistência especializada em Anestesiologia para todo o Brasil, criou o Curso de Especialização em anestesia no Paciente de Alto Risco.  

Objetivo Geral

Desenvolver processos para a melhoria da qualidade e segurança no atendimento ao paciente de alto risco.

 

Objetivos Específicos

. Demonstrar critérios de estratificação de risco anestésico-cirúrgico
. Categorizar as estratégias de otimização perioperatória.
. Analisar técnicas de monitorização: hemodinâmica, cerebral e metabólica.
. Desenvolver habilidades cognitivas para a tomada de decisão em momentos críticos.
. Descrever as estratégias de passagem de informação na transferência do paciente crítico entre os setores (handoff).
. Conhecer as ferramentas que melhoram o desfecho dos pacientes de alto risco.
. Desenvolver capacidades de comunicação e comportamentais (soft skills) para um bom trabalho em equipe.
. Analisar o custo-efetividade de ações para a otimização com enfoque do gestor hospitalar, para preparar os participantes a assumirem posições de liderança e organização em suas instituições.

  

Diferencial

 Programa presencial único na modalidade especialização.

 

 

Fale conosco:
processo.seletivopos@hsl.org.br 
Telefones: 0800 730 2211